Skip links

A importância da indústria gráfica na situação de pandemia

Todos nós que, de forma direta ou indireta, trabalhamos para ou nas indústrias gráficas e transformadoras do papel, sabemos que pertencemos àquela que trabalha para todas as outras.
Sem caixas não há medicamentos, sem etiquetas não há stocks, sem rótulos e panfletos não há informação, sem revistas e jornais não há jornalismo, sem livros não há cultura, etc. Os exemplos sucedem-se.
Apesar disto, várias vezes – veja-se o exemplo de Espanha que só em última instância declarou a indústria gráfica como “essencial” – quem decide esquece-se que há uma força “invisível” que alimenta e faz todas as outras trabalhar: a indústria gráfica e transformadora do papel.

A APIGRAF, enquanto entidade representante destes setores, decidiu iniciar uma campanha que pretende evidenciar a importância dos produtos gráficos e transformados do papel, chamando a atenção do público em geral para esse facto.

Fonte: Apigraf